Notícias

1 15/04/2019 07:25

Um levantamento apontou que, após a instalação de radares de fiscalização, o número de mortes em rodovias federais caiu 21,7%. 

Os dados apontam ainda para uma redução de 15% nos índices de acidentes depois que os equipamentos foram instalados.

A pesquisa surge pouco depois de o presidente Jair Bolsonaro anunciar que os radares serão retirados das estradas conforme seus contratos de operação terminem.

O governo federal deveria estar assinando os novos contratos dos radares que substituem as antigas contratações.

Após a declaração do presidente, alguns trechos de estradas ficaram sem controle de velocidade, segundo as empresas do ramo.

Na quarta-feira (10/4), uma liminar da Justiça Federal determinou que nenhum radar fosse retirado de rodovias federais e que o governo prorrogasse por 60 dias os contratos perto de expirar. A decisão diz que não há dados técnicos que justifiquem o fim do serviço.

Na avaliação de especialistas, a retirada dos radares aumentará a insegurança em um país em que já morrem 37 mil pessoas no trânsito por ano.

O cálculo sobre a eficácia dos equipamentos considerou os acidentes e mortes registrados pela Polícia Rodoviária Federal entre 2007 e 2018 nos quilômetros de estradas que até o fim do ano tinham radares. *Folha







Rua Tiradentes, 30 – 4º Andar – Edf. São Francisco – Centro - Santo Antônio de Jesus/BA. CEP: 44.571-115
Tel.: (75) 3631-2677 | 3631-2924 | 3631-9500 | 9 9711-6971 (Whatsapp) - Definitivamente a melhor.
© 2010 - Rádio Andaiá FM - Todos os direitos reservados.