últimas notícias

Entretenimento

1 08/03/2019 15:20

Fábio Assunção passou o carnaval longe da folia. O ator foi buscar cura para dependência num retiro espiritual numa aldeia indígena no Acre. Fábio chegou sozinho na Aldeia Morada Nova, localizada no município de Feijó (a 362 km de Rio Branco), na quarta-feira (7/3) e participou por lá de um ritual com banho de ervas medicinais para limpeza do corpo. Ele também faz um tratamento com chá do ayahuasca e recebeu o rapé, segundo informou o site local ContiNet.
 
No registro, Fábio aparece ao lado do cacique da aldeia, Carlos Brandão. "Em nenhum momento ele demonstrou tristeza. Era só alegria, principalmente com as crianças. É uma pessoa afável, amiga, humilde e de bom coração”, relatou o cacique à publicação.

Segundo o cacique, em nenhum momento Fábio falou de seus problemas com drogas e alcoolismo. "Ele disse que queria conhecer a cultura da tribo", informou ele ao site. Brandão ainda contou que o ator recebeu o rapé (tabaco em forma de pó).

Uma moradora da aldeia informou ao site que o Fábio ingeriu o chá do ayahuasca, também conhecido como Santo Daime. A tribo é conhecida por ser o refúgio de dependentes químicos em busca de tratamento, que é feito através de um ritual com o chá ayahuasca (Santo Daime), produzidos com plantas amazônicas. Fábio já declarou em entrevistas ser viciado em drogas e disse que chegou a frequentar AA (Alcoólicos Anônimos) em 2008.

O QUE É

O chá de ayahuasca ou Santo Daime, como é conhecido, é uma bebida alucinógena feita a partir de uma combinação de duas plantas amazônicas: o cipó jagube e o arbusto chacrona. Embora seja considerado um alucinógeno, seu uso em cultos religiosos como o Santo Daime , Porta do Sol, Céu de Maria (fundada pelo cartunista Glauco e onde seu assassino, Carlos Eduardo,consumia a bebida) e União do Vegetal é permitido no Brasil pelo Conselho Nacional de Políticas sobre Droga (Conad).

Apesar da liberação, o Conad impõe algumas regras para o consumo do chá: pessoas com histórico de transtornos mentais ou sob efeito de bebidas alcoólicas ou outras substâncias psicoativas estão proibidas de ingerir a droga. Também é obrigatório que as seitas do Daime “exerçam rigoroso controle sobre o sistema de ingresso de novos adeptos”.

Para Ronaldo Laranjeira, professor titular de psiquiatria da Unifesp, essa autorização é bastante problemática. Segundo ele, os integrantes da seita não têm capacidade para discriminar quem pode ou não ingerir a substância sem apresentar problemas. Além disso, como acontece com o uso de qualquer outra droga, não é possível afirmar quem vai ficar psicótico ou, caso já tenha algum problema mental, quem vai piorar.

“O grande problema dessa resolução é que não é possível prever quem terá problemas psiquiátricos após beber o chá ou quem ficará viciado. Claro que algumas pessoas, por seu histórico médico ou familiar, já têm predisposição, mas qualquer um pode ser afetado. É uma questão de genética e vulnerabilidade sobre a qual ainda não temos um conhecimento sólido”, afirma o psiquiatra.

Embora o chá de ayahuasca possa desencadear surtos psicóticos em qualquer indivíduo, alguns grupos são considerados de risco, como pessoas com depressão, transtorno bipolar e esquizofrenia.

Além da deflagração de surtos psicóticos, quando combinado com outras substâncias, o chá pode causar confusão e tremores – em usuários de antidepressivos, devido ao excesso de serotonina no sistema nervoso central – e até mesmo morte súbita. A função cardiovascular de pessoas que já têm problemas cardíacos também pode ser alterada, o que traz riscos para a saúde destes indivíduos.

Estudos – Nos últimos anos houve uma popularização do chá de ayahuasca, aumentando o interesse, inclusive científico, em relação aos efeitos da substância. Um estudo publicado em 2014 na Revista Brasileira de Psiquiatria mostrou que o líquido pode ser um potencial tratamento para depressão. *Veja







Rua Tiradentes, 30 – 4º Andar – Edf. São Francisco – Centro - Santo Antônio de Jesus/BA. CEP: 44.571-115
Tel.: (75) 3631-2677 | 3631-2924 | 3631-9500 | 9 9968-9004 (Whatsapp) - Definitivamente a melhor.
© 2010 - Rádio Andaiá FM - Todos os direitos reservados.